Agenda do Porto

Blog (não institucional) de divulgação cultural. Agenda cultural do Porto

09-11-2009

Jorge Pedra na Maia

imagem_de_apresenta__o


 

“Foram Objectos” – acrílico sobre estearina e um pouco de Encáustica

“Foram objectos” constitui uma série de obras em que o fio condutor será a representação do objecto, utilizando-se os objectos em si mesmo… Que já não o são – perderam a função que os lhes conferia identidade: representa-se a memória duma tesoura, de um disco de computador do qual os documentos se perderam irreversivelmente. Cobertos por uma camada de estearina, produzem-se objectos de natureza arqueológica artificial.


Na série de trabalhos que apresento foram utilizados, como parte da matéria prima, objectos facilmente identificáveis mas que; estão agora inclusos num novo objecto, obviamente o quadro. São agora apenas formas? Talvez um pouco mais… É possível que o observador de “Disco Rígido Negro” se interrogue, mesmo que seja por um momento: “Que documentos estavam guardados na memória deste disco de computador e agora estão perdidos para sempre?”. Na observação de “Letras – Brinquedo”: “Uma criança brincou com estas letras? Que palavras compôs? Posso eu, por exercício mental sobre este objecto que não toco, compor palavras?”


O segundo desafio, gratificante “investigação” para o autor, está nos materiais utilizados:

A estearina, tingida ou não, resulta numa “pele” com uma textura muito própria. Ao toque, este material confere uma impressão táctil diferenciada; perdeu-se a textura do material suporte – a madeira - assim como aquela que era a dos objectos.

Finalmente, a pintura em acrílico: novo desafio. O acrílico, material de base aquosa entra em “conflito” com a estearina sobre a qual é aplicada a pintura: não adere completamente, resultando um efeito gráfico e textural que fascinou na execução das peças e, espera-se, interesse o observador.


A exposição pode ser visitada, de terça a sábado, das 15.00h às 19.00h, na Galeria D. Manuel I, no Fórum da Maia, até 28 de Novembro.

_ _ _ _

Curriculum

 

Jorge Pedra, n. a 60/7/22 no Porto, arquitecto


olhares.aeiou.pt/JorgePedra

www.jorgepedra.com (em construção)

Quando me exponho…

Ao longo de tantos anos, participei em múltiplas  exposições colectivas, entre as quais:

Exposição Nacional de Pequeno Formato. Cooperativa Árvore, Porto 1984;

IV Bienal Internacional de Arte de V.N. Cerveira, 1984;

Colectiva Anual dos Sócios da Árvore, Porto 1994, 1995 e 1997;

“Nove anos da Gesto”, Cooperativa Árvore, Porto 1996;

‘Sentir Moçambique’ em Maputo, Moçambique, integrado no projecto “Identidades”, 1997;

‘Uma mão cheia de olhares’ - Ciclo de fotografia em Matosinhos com os fotógrafos Renato Roque, Aníbal Lemos, Henrique Botelho e Manuel Magalhães, Matosinhos 1996;

“Exposição da Aministia Internacional”, Antiga Cadeia da Relação, Porto 1997;

“V Bienal de Fotografia de V.F. Xira”, 1997 (representando, a convite, a Cooperativa Árvore – Porto).

“VI Bienal de Fotografia de V.F. Xira”, 1999;

Exposição colectiva em formato MUPI: trabalhos expostos em praças, jardins, passeios e ruas, no âmbito do projecto "Fotografia n'Olho da Rua", no ano 2000, no Porto. http://www.renatoroque.com/nolhodarua/fotografia2000.html;

Exposição colectiva “Souvenirs - Fotografia contemporânea portuguesa no Brasil - Recife e Baía - organizado pelo grupo “Identidades”, Brasil 2002;

“Não Lugares” – exposição colectiva na loja da “Gesto”, com os fotógrafos Renato Roque, Limamil e Lúcia Vasconcelos, Porto 2005

Exposições individuais:

"O que resta das Fotografias" - Cooperativa Árvore, Porto 1989;

"14 Fotografias de Nú - Fotopinturas"- Café Português Suave, Porto 1989;

“Nos Confins da Fotografia” - Café Niko, Matosinhos 1997;

“Fotocolagens” – Cooperativa Árvore, Porto 1997.

Alguns trabalhos publicados em revistas de Fotografia.

Trabalhos nas paredes das casas de amigos e de várias outras pessoas que entenderam que algumas obras valiam o preço de aquisição e… espero, continuem a sentir alguma emoção ao olhá-los.

Formação em Fotografia e Pintura, nesta tão recentemente:

Nos anos 80 e 90, frequentei vários workshops em Coimbra (a tempos diferentes, com Jean Dieuzaide, Júlio A. Matos, P. Salaün, Joan Fontcubierta), e Arles, França, com Jean Mezières.

Em 2005, iniciei a frequência do Curso Livre de Pintura da Cooperativa Árvore, dirigido pelo Prof. Carlos Dias, de pseudónimo Alberto Péssimo. No contexto, participei em exposições colectivas dos alunos: Fundação Luís Araújo, Porto 2007; iniciativa “Woodhouse in Art”, Porto 2008; “Aquapaint”, Porto 2008; várias exposições colectivas na galeria CES, Lavra – Matosinhos 2008/9. Em 2009, iniciei a frequência do curso do Prof. Carlos Reis, também na Árvore.

Posté par portuense à 15:11 - Exposições - Commentaires [0] - Permalien [#]
Tags : , , , , ,

Commentaires

Poster un commentaire